domingo, 19 de março de 2017

Tutorial - Choco Frito para totós

É certo e sabido que a pesca é um vício. 
Um bom vício, um vício saudável, talvez o melhor dos vícios, mas ainda assim um vício.

Mas pesca aos chocos é um vício à parte, dentro do próprio vício...

Ontem foi dia de ir pôr os palhaços de molho e repôr o stock de choco na arca.

A pescaria não foi das melhores mas ainda assim, rendeu 26 chocos e um polvo para a minha conta pessoal, qualquer coisa perto dos 10kg


Ora... cá em casa, sempre que há choco, é obrigatório fazer choco frito, que é o pitéu preferido da minha filha.

Infelizmente, já por várias vezes, fiquei desconsolado com algum do choco frito que se faz em certos restaurantes , alguns mesmo na Capital do Choco - Setubal

Como até tenho jeito para a coisa (sem me querer gabar), resolvi aproveitar a preparação do jantar de hoje para tirar umas fotos e partilhar a minha receita.
Simples mais simples, não há!

Começando pela matéria prima


 Escolher chocos grandes e quanto mais frescos, melhor

Amanhar os chocos, retirando as barrigas, espinha e a pele

Cortar às tiras, a gosto

Para o tempero não há segredos:

Farinha de milho, pimenta, colorau, piri-piri em pó, alho e uma malagueta

Preparação:

Começar por descascar e esmagar 3 ou 4 dentes de alho, e abrir a malagueta ao meio e retirar as sementes e juntar ao oleo ainda frio

Deixar o óleo aquecer bem, Nesta altura os dentes de alho e a malagueta já estarão fritos e durante este processo passaram o sabor para o óleo e podem retirar-se para se iniciar a fritura do choco.

Entretanto, enquanto o óleo aquece, coloca-se um bocado de farinha de milho numa caixa, e junta-se uma quantidade +/- generosa de pimenta, colorau e uma pitada de piri-piri em pó. 

Misturar tudo muito bem para que os tempreos se misturem homogeneamente com a farinha

Depois do óleo quente e do polme preparado, só falta fritar o choco

:::IMPORTANTE:::
Só neste momento é que se coloca o sal para que não fique demasiado salgado ou rijo, já que o choco, como os restantes cefalópodes tem tendencia a reter muito sal 

Gosto de usar flor de sal para estas coisas

Depois é envolver bem o choco no polme...

...e pôr a fritar

Ao fim de poucos minutos está douradinho e pronto a sair

Desta vez foi acompanhado por um arrozinho de feijão e um tintol alentejano que até estalou.

Espero que já estejam todos com água na boca.

Tem bom remédio! Vão à pesca, apanhem chocos e experimentem a receita.

Até à proxima! 









5 comentários:

  1. Belo vinho! Ja nao como disso vai para 8 meses!

    ResponderEliminar
  2. Boas Malakyas,
    Xôcs com espinhas??? Essa é nova!!! LOOOOL
    Na minha terra chama-se "chiba" aquele "barco" branco que o choco tem no seu interior ; )
    Belos petiscos sim sr!

    Haja saúde! ; ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Paulo,
      Aqui a malta chama a espinha do choco ou o "barquinho"

      Um abraço

      Eliminar
  3. Ficou com óptimo aspecto amigo Joaquim.

    Vou testar cá por casa assim que vier um grandito;)

    ResponderEliminar